PC do B deve indicar o vice de Mineiro

Em por Observatório RN
Atualizado em 13 de julho às 20:33


O PC do B que vem mantendo a pré-candidatura do vereador George Câmara a prefeitura de Natal, reunirá seus filiados no próximo sábado para definir os rumos do partido no processo eleitoral de Outubro. E a tendência é que o partido opte por compor com o PT, indicando o candidato a vice na Chapa de Fernando Mineiro.

 

Pré-candidatura de Fernando Mineiro deverá ganhar o apoio do PC do B (Foto: Alberto Leandro)
Pré-candidatura de Fernando Mineiro deverá ganhar o apoio do PC do B (Foto: Alberto Leandro)

 

George Câmara deverá ser candidato a reeleição e o partido indicará um outro nome para a chapa de Mineiro.


Carlos Eduardo no limiar da Zona de conforto

Em por Observatório RN
Atualizado em 11 de julho às 15:41


Óbvio que não existe eleição decidida antes mesmo das convenções, mas a pesquisa Consult divulgada pelo Blog do BG/ Meio dia RN aponta uma dianteira folgada do atual prefeito Carlos Eduardo em relação aos adversários.

 

Carlos Eduardo (PDT) lidera com 39,4%, seguido por Robério Paulino (PSOL) 4,2%, Fernando Mineiro (PT) 4,1%, Márcia Maia (PSDB) 3,5%, Rogério Marinho (PSDB) 3,3%, Kelps Lima (SDD) 3% e os demais adversários aparecem abaixo dos 2,5%.

Carlos Eduardo  (Foto:ALberto Leandro/PortalNoar)
Carlos Eduardo lidera pesquisa para sucessão em Natal (Foto:ALberto Leandro/PortalNoar)

 

A vantagem de Carlos pode ser vista por dois pontos de vista distintos, óbvio que cada lado interpretará da forma que melhor lhe convém. Aqui mostraremos os dois lados:

  1. Carlos lidera com vantagem de 35% em relação ao segundo colocado e a soma dos seus adversários ainda é distante da sua. Logo, o prefeito teria uma reeleição com boas chances de ser decidida no segundo turno.
  2. Apesar da larga vantagem, o prefeito apresenta um percentual ainda abaixo dos 40%, o que possibilita o crescimento dos adversários ao ponto de ser provocado o segundo turno.

Traduzindo o cenário para os cautelosos:

  1. Os adversários precisam comprar um par de tênis novo e cair nas ruas em busca de votos para reverter o favoritismo do prefeito.
  2. Carlos Eduardo tem de fazer a campanha com os pés no chão e tomar bastante canja de galinha para não ter surpresas em Outubro.

O apito inicial nem foi dado ainda, mas vamos acompanhar a partida desde o aquecimento.


Ninguém tem vice

Em por Observatório RN
Atualizado em 8 de julho às 20:48


O principal assunto da pré-campanha em Natal tem sido a escolha do candidato a vice-prefeito na Chapa de Carlos Eduardo. A decisão até agora é que caberá ao PMDB indicar o vice de Carlos, mas o mercado de negociações dentro do partido segue a todo vapor.

 

O curioso é que até agora não há definição do vice em nenhuma das principais chapas que disputarão a eleição. No entanto, apenas a escolha de Carlos Eduardo tem repercutido.

 

São muitas as pré-candidaturas: Rafael Motta (PSB), Robério Paulino (PSOL), Fernando Mineiro (PT), Kelps Lima (SDD), Jacó Jácome (PSD), Márcia Maia (PSDB) e Luiz Gomes (PEN).

 

Aguardemos as definições com atenção.


Rosalba do outro lado da moeda

Em por Observatório RN
Atualizado em 8 de julho às 20:51


A ex-governadora Rosalba Ciarlini vive o outro lado da moeda que enfrentou em 2014. Na ocasião, ela foi rejeitada por lideranças políticas e abandonada por aliados históricos, incluindo o seu então partido, o DEM.

 

Hoje, na condição de pré-candidata a prefeita de Mossoró, Rosalba é cortejada por vários grupos políticos, incluindo aqueles que se opuseram à sua candidatura a reeleição em 2014.

 

Além disso, o grupo da própria Rosalba abriu conversas com até então adversários como a também ex-governadora Wilma de Faria. Fala-se também em conversas com as tradicionais adversárias políticas Sandra e Larissa Rosado.

 

Rosalba dirá “não” a alguém? Esse é um dos questionamentos nas rodas de conversas políticas em Mossoró.

 

Nota: Por outro lado, pouco se fala em conversas políticas por parte do principal adversário político de Rosalba, o prefeito Silveira Júnior.


Amanda Gurgel de olho no voto dos Petistas

Em por Observatório RN
Atualizado em 8 de julho às 20:54


Fenômeno eleitoral em 2012, a vereadora Amanda Gurgel acaba de tomar uma decisão incomum às vésperas do pleito deste ano: rompeu com o partido político ao qual é filiada, o PSTU.

 

Segundo alegação da própria vereadora, a motivação maior é o posicionamento do partido quanto ao processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

 

O PSTU defende literalmente o “Fora todos”, por creditar a toda classe política tradicional (onde o PT está incluído) à crise política e os escândalos de corrupção que assolam o país, enquanto Amanda Gurgel é defensora da volta do mandato de Dilma, acusando a presidente afastada de ser vítima de um suposto “golpe”.

Amanda Gurgel seguirá no PSTU mesmo após o rompimento. (Foto: Wellington Rocha)
Amanda Gurgel seguirá no PSTU mesmo após o rompimento. (Foto: Wellington Rocha)

 

A realidade é que o tiro de Amanda Gurgel tem duas miras muito bem objetivas:

  1. Cair no colo do eleitorado de “esquerda”, que protesta anti-impeachment e mesmo assim não se sente representado pelos quadros do PT. Amanda visa nesse eleitorado o potencial necessário para que possa atingir pelo menos o coeficiente eleitoral.
  2. Com a decisão, Amanda toma às rédeas do controle financeiro do seu mandato e consequentemente da sua campanha. Até então, o PSTU controlava os recursos financeiros do mandato de Amanda, desde as “doações” de parte da remuneração de Amanda até às verbas destinadas ao gabinete. Com o racha, Amanda assume o controle de tudo e aplicará os recursos exclusivamente em sua campanha.

Registro: Amanda disputará a eleição de 2016 pelo PSTU. Não é mais possível mudar de legenda para a disputa desse ano.


Robinson dá sinais de que terá coragem para tomar medidas duras de austeridade

Em por Observatório RN
Atualizado em 7 de julho às 13:36


Publicamos no dia 20 de maio uma nota com o título “Tenha coragem, Robinson Faria”, sobre as medidas que o governador precisaria tomar para devolver a governabilidade ao Estado do Rio Grande do Norte.

Sugerimos o corte de despesas de custeio, a redução de secretarias, a venda de ativos e a interrupção do pagamento do contrato milionário da Arena das Dunas.

Por força do destino, Robinson parece ter ouvido nossas preces.

O governador anunciou a redução de custos com a máquina, adiantou que fará uma reforma administrativa e, após estudo do Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontar superfaturamento na obra, também cogita rever o pagamento absurdo de R$ 10 milhões por mês à OAS, uma das empresas investigadas na Lava Jato.

Robinson Faria está criando coragem.

Não esqueça de fazer um levantamento dos ativos do Estado, incluindo a Caern, para colocar à venda, governador.

IMG_1959


As caridades da Oi antes da falência

Em por Observatório RN
Atualizado em 2 de julho às 14:00


Literalmente falindo em praça pública, a empresa de telecomunicações Oi realizou ao longo do tempo muitos aportes financeiros com bancos públicos como Caixa Econômica Federal e BNDES.

 

Além disso, recentemente foi divulgado que a Oi instalou nas proximidades do famosos sítio em Atibaia (aquele que todos os fatos levam a crer ser da família Lula) uma antena para contemplar com sinal de cobertura o sítio.

 

Foto: Torre da Oi nas proximidades do sítio em Atibaia. (Jorge Araujo/FolhaPress - editoria de artes/FolhaPress)
Foto: Torre da Oi nas proximidades do sítio em Atibaia. (Jorge Araujo/FolhaPress – editoria de artes/FolhaPress)

 

Rasgando dinheiro para fazer caridades desse tipo, seria difícil a Oi não tomar um rumo diferente do que estamos acompanhando.


Os Ibopes de Dilma e Temer

Em por Observatório RN
Atualizado em 1 de julho às 15:51


Contratado pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), o IBOPE divulgou o primeiro levantamento relativo a avaliação do Governo Temer.

 

Os números da pesquisa, você pode conferir aqui.

 

Vamos focar aqui no comparativo da primeira pesquisa IBOPE de avaliação de Temer (01/07) com a última pesquisa IBOPE de avaliação de Dilma (12/05):

 

Ruim ou Péssimo

Temer 39%

Dilma 69%

 

Regular

Temer 36%

Dilma 19%

 

Bom ou Ótimo

Temer 13%

Dilma 10%


Brasil começa a dar sinais de recuperação econômica

Em por Observatório RN
Atualizado em 28 de junho às 16:52


Com Dilma Rousseff (PT) afastada da Presidência da República, o País caminha para sair do fundo do poço.

Os dados econômicos, apesar de ainda longes do ideal, mostram sinais de melhora.

A inflação desacelerou, o aumento do desemprego começou a diminuir e a balança comercial apresenta superávit superior a R$ 1 bilhão.

O novo governo, conduzido pelo presidente interino Michel Temer (PMDB), conquistou a confiança do mercado, com as medidas eficazes que vem tomando.

Um dos destaques foi a redução de 40% dos cargos comissionados, medida que representa uma economia de R$ 200 milhões por ano.

O Brasil está indo no caminho oposto ao que trilhava com o governo petista. Por isso, a volta de Dilma ao Planalto seria um desastre para o País.

Medidas de Temer começam a apresentar bons resultados  (Foto: Wellington Rocha)
Medidas de Temer começam a apresentar bons resultados (Foto: Wellington Rocha)

 


Seletividade na escolha do “matrimonio corrupto”

Em por Observatório RN
Atualizado em 24 de junho às 10:44


A Deputada Raquel Muniz (PSD-MG) em seu voto no processo de admissibilidade do impeachment, citou a gestão do marido, Ruy Muniz (PSB-MG) no município de Montes claros como um exemplo de boa gestão. No dia seguinte, seu marido foi preso pela PF. Desde então, os opositores do impeachment sempre utilizam o casal Muniz para desqualificar o processo de impedimento.

 

Pois bem, dessa vez, a PF devastou o casal petista Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann. E não são simples políticos ou aliados, são políticos da cozinha do PT e de seus governos. Paulo Bernardo foi Ministro dos Governos Lula e Dilma e Gleisi comandou a casa civil no primeiro mandato de Dilma.

 

Mas você não verá os petistas apontando o dedo para esse casal. Nem espere isso!

Os maridos de Gleisi Hoffmann (esquerda) e Raquel Muniz (direita) estão presos.
Os maridos de Gleisi Hoffmann (esquerda) e Raquel Muniz (direita) estão presos.

Também não pense que o placar dos matrimônios encarcerados está empatado. A esposa do Senador Telmário Mota (PDT-RR), Suzete Oliveira está presa por envolvimento no esquema de desvio de verbas públicas conhecido como ‘escândalo dos gafanhotos’.

 

Segue o jogo…