Ensaio sobre a cegueira

Em por Carlos Linneu
Atualizado em 22 de dezembro às 15:20


Brasileiros gostam de enganar-se a si próprios, principalmente jornalistas, aqueles que lêem O Pequeno Príncipe.

Estão escrevendo que a crise fez o brasileiro finalmente descobriu a regra de que governo não pode prosperar sem o equilíbrio nas contas públicas. E mais, que a gestão pública patrícia não será mais a mesma…

Ora vejam a ingenuidade dessa convicção. Isso é asseverado em um país em que os juízes de Direito diuturnamente infringem
a lei do teto constitucional. Esses circunspectos senhores de preto e cabelos brilhantinados devem conhecer as leis, pois não?

Quer dizer de uma regrinha de economia e ainda por cima impopular?

Há até uma universidade – a Unicamp – que prega a tolerância com a inflação…

No Mensalão, a pureza das convicções também não foi diferente, “os governantes terão mais zelo com o dinheiro público”… Aí veio um terremoto chamado Petrolão…

Não quero associar pessimismo com inteligência. Mas sejamos um pouco mais inteligentes.


Comentários

Deixar uma Resposta